bbb@advbbb.com.br – Tel/Whatsapp (11) 2656.8354

EMPRESÁRIO : EM ÉPOCA DE PANDEMIA, TENHO UM SEGREDO PARA VOCÊ !!

Publicado por Advosite em

Já ouviu falar em “Seguro-Advogado”, isso mesmo qualquer EMPRESA / EMPRESÁRIO pode ter um “Depto. Jurídico”, por menor que a empresa seja.
Vejo ultimamente que alguns clientes e parceiros deixam de consultar um advogado receando ter um “alto custo”, quando na verdade a proteção dos seus negócios, ainda que modesto, pode ser amparado por esse serviço sem ser surpreendido com vultuosos honorários.
E como seria isso? Primeiramente o empresariado deve deixar de ver o custo jurídico apenas como uma despesa, mas sim como uma garantia, e na maioria das vezes um INVESTIMENTO.
Isso mesmo o advogado é um investimento, ainda mais em tempos de PANDEMIA e CATÁSTROFES, sociais, econômicas e políticas.
A solução salutar é a Advocacia de Partido, que consiste em nada mais nada menos um plano de saúde, onde nada mais nada menos é utilizada para prevenir ou remediar, questões complexas e cotidianas e até as vezes extrema/especial, a qual a empresa e/ou empresário terá a sua disposição o advogado para fazer com agilidade, comodidade e dinamismo que cada atividade merece.
Afinal o empresário tem focar no seu negócio, as “entrelinhas” deve ficar a cargo de seu Depto. Jurídico, o qual este já está incumbido de estreitar com todos os sócios, diretores, administradores, gerentes, recursos humanos e todos os demais colaboradores da empresa o engajamento da instrução jurídica à todos dentro das diretrizes da empresa.
E ainda, através de uma engenharia jurídica já contemplada nos honorários mensais ele blinda seu patrimônio, protege os interesses da empresa e sócios, busca sempre a economia tributária e contratual, com a devida assistência trabalhista, minimizando os efeitos da legislação protecionista.
E vamos lá!
Sei que está curioso e interessado em saber com relação ao custo, porém é variável de profissional para profissional de região para região, e ainda deve atender um mínimo previsto e determinado pela entidade de classe , mas tenha certeza que para seus negócios esse profissional praticamente se pagará, com o alto índice de proteção aos seus negócios.
Pense em todos embaraços em contratos que tem que discutir, infâmias de funcionários e fornecedores, as cobranças que deseja realizar, a redução de despesas e custos sobrecarregados pela dinâmicas das Leis Tributárias em um Pais que o governo figura com um sócio improdutivo, pense que tudo isso ficaria incumbido ao advogado, que certamente passará à ser seu “Depto. Jurídico”, muito bom não?
Pense nisso antes de renunciar procurar um advogado, não lhe custa perguntar: “Dr.(a) Qual o valor que Sr.(a) cobra para cuidar da minha empresa na qualidade de depto. Jurídico….”?
Certamente você irá surpreender-se …. Boa sorte e sucesso…

*1 – E-4.382/2014, E-4.174/2012 e E-2.122/00
“os serviços envolvem a propositura de ações, consultorias verbais e escritas, orientação sobre tomada de decisões e procedimentos diários tais como admissão, demissão de funcionários, contratos com fornecedores, acompanhamento em negociações, atuando de forma consultiva, preventiva e na solução de conflitos nas áreas pretendidas. Poupa tempo e formalidade por que não é necessário assinar um contrato para cada ato que o advogado praticar. Tudo estará previsto em um único contrato, que englobará todas as necessidades da empresa”

Categorias: Blog

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *